1 de abril de 2020

    Viva Bem –  Aprenda a meditar

    Aprenda a meditar – A prática diária da meditação traz tranqüilidade, força de ânimo, paz, e reforça o sistema nervoso e, conseqüentemente, melhora o estado de saúde em geral.
    A seguir, algumas dicas sobre como meditar:
    – Os exercícios de meditação devem ser realizados, se possível, sempre no mesmo cômodo da casa.
    – Também a orientação deve ser sempre a mesma> olhando para o Norte ou para o Leste.
    – A moradia deve permanecer, durante o tempo de meditação, com a porta de entrada fechada e em penumbra.
    – Sentado comodamente em uma cadeira com as pernas ligeiramente separadas, o corpo erguido, deixando que as mãos descansem sobre os joelhos.
    – O exercício de meditação também pode ser realizado sentado, na posição de lótus.
    – Durante o exercício deve-se queimar incenso, de preferência de sândalo.
    – Uma vela branca também poderá ser acesa e colocada diante da pessoa em meditação.
    – Se for possível, colocar ao lado da vela uma bola de cristal ou uma ponta com seis facetas desse cristal de rocha.
    – O exercício de meditação deve ser iniciado com um relaxamento prévio, através de respiração adequada.
    – Durante todo o exercício de meditação a respiração deve ser lenta e profunda, procurando manter o corpo relaxado e a mente afastada de qualquer acontecimento externo e em total solidão.
    – É conveniente que os primeiros dias de meditação não se excedam aos 5 minutos e que ao cabo de uns dias se vá aumentando o tempo pouco a pouco até chegar aos 15 ou 20 minutos.
    – A meditação diária propicia, além de outros benefícios, o poder de controlar os próprios pensamentos, adquirir uma grande força de vontade, poder intelectual, serenidade, equilíbrio físico, mental e espiritual.
    – Uma das formas de meditação, após os exercícios de relaxamento, é manter a mente centrada em algo a que nos propusermos, como por exemplo, uma bela paisagem, permitindo que nossa mente traga à tona todos os aspectos ou associações dessa paisagem, como por exemplo: as árvores, os diferentes tons de verde ou do colorido das flores, as aves que sobrevoam a paisagem, o rio que atravessa o vale, as montanhas, o céu azul, etc.
    – Após visualizar cada um dos componentes da paisagem, devemos nos aproximar de um deles, como por exemplo uma montanha e ver a cor da terra, os matagais, as folhas dos matagais, as flores que há em seus ramos, seus mais mínimos detalhes e inclusive buscar os cheiros e aromas, etc.
    – Ao realizar este tipo de meditação constataremos a quantidade de idéias que temos dispersas em nossa mente e que podemos reuni-las através dessa experiência.

    Sobre o Autor

    O despertar da Consciência é nosso sistema de publicação automático dos conteúdos.

      Postagens Relacionadas