29 de janeiro de 2020

Vida após a morte – Religiões

Vida após a morte – Após o sono…O despertar. O Sono que nos transportará para uma outra dimensão para uma outra vida; a vida verdadeira e eterna, aquela na qual iremos dar conta dos nossos atos, das nossas obras, boas ou más, acontecerá para todos nós. Mas, para os homens de bem, este despertar é sempre tranqüilo, como se despertasse de um sono profundo. A perturbação que se segue após a desencarnação, é de duração curta, e logo o espírito percebe a sua nova situação, desvencilhando do corpo físico sem nenhum apego. Para as pessoas que levaram uma vida desregrada, demasiadamente voltada aos prazeres mundanos, muito materialistas, sem nenhuma fé, a sua perturbação fatalmente será mais longa, podendo ficar presas ao corpo que perderam durante horas, dias, meses ou anos, na ilusão de estar vivo.
Quando os homens enveredam para o caminho da maldade, da corrupção e do crime, esses terão um triste retorno, sofrendo as reações das ações que eles mesmos praticaram, assim acontecendo com os suicidas, e aqueles que praticaram ou induziram o aborto. Se nós deixarmos que sentimentos mesquinhos corroam nosso ser, impelindo-nos para atitudes egoístas, orgulhosas, vaidosas, ou muitas outras, podemos ter certeza de um despertar sombrio. Os sentimentos elevados, conduzem-nos para uma esfera superior, por que provocam atitudes elevadas e dignas. O homem que, durante sua estada na Terra semeou o bem, conquistou amigos, através do amor ao próximo, trabalhou a favor dos mais fracos e oprimidos, viveu segundo o evangelho de Cristo, certamente encontrará amigos esperando-o no mundo espiritual, por ocasião do seu desenlace, para levá-lo até as esferas mais altas e sublimes, ajudando-o no seu despertar, que será suave e glorioso por todo o bem praticado entre os homens.
A fé no mundo maior, é que nos ajudará na caminhada cheia de lágrimas e sorrisos, justiças e ingratidão, segredos e incertezas que é a nossa vida na Terra. Por isso, sejamos bons e caridosos, porque aí está a chave do céu e da felicidade eterna. A felicidade terrena é efêmera; e aquele que não se guiar pelos sábios ensinamentos do Evangelho retardando seu progresso através da ociosidade e da falta de submissão à vontade de Deus, não aceitando com resignação as provas para nós destinadas, certamente terá um despertar sombrio e triste, o despertar próprio dos que puseram a sua felicidade na satisfação do amor próprio e dos prazeres mundanos.

Extraído do Livro: Encontro com Deus; Autora: Sonia Tozzi Henriques

Sobre o Autor

O despertar da Consciência é nosso sistema de publicação automático dos conteúdos.

    Postagens Relacionadas