17 de fevereiro de 2020

Quimioterapia e a Esterelidade – Curiosidades e Informações

Quimioterapia e a Esterelidade – Pessoas que passaram por quimioterapia podem se tornar estéreis? Nem sempre. A quimioterapia pode afetar adultos, crianças e adolescentes de formas distintas. O tipo de câncer ou o estágio da doença não podem definir se uma pessoa vai ou não ficar estéril. A resposta do organismo ao tratamento quimioterápico depende exclusivamente de quem está recebendo e das medicações que são administradas em conjunto. Os efeitos colaterais da quimioterapia são vários. Náuseas, vômitos e irritação de mucosas são comuns. Em mulheres, também não é difícil que a menstruação pare de ocorrer durante esse tipo de tratamento. Mas isso não pode ser interpretado como esterilização. A situação normalmente é transitória e existem tratamentos que podem fazer a menstruação voltar ao seu ciclo normal. A infertilidade transitória ou definitiva acontece porque a quimioterapia não atua somente nas células cancerígenas. O tratamento afeta também células sadias, que desempenham diversas funções no corpo, entre elas a reprodução.

Sobre o Autor

O despertar da Consciência é nosso sistema de publicação automático dos conteúdos.

    Postagens Relacionadas