25 de fevereiro de 2020

    O Exercício Ideal para cada Idade – Corpo e Saúde

    Aos 20 anos, o perigo é a flacidez no bumbum. Aos 40, são os braços que ficam fora de forma. Descubra a atividade física que jamais deve ser deixada de lado na sua faixa etária.


    O Exercício Ideal para cada Idade – 20 ANOS – Atenção ao bumbum e às pernas: Essas são as primeiras regiões do corpo feminino a sofrer com a flacidez. “Se há acúmulo de gordura nessas áreas, o risco de o problema surgir na juventude é ainda maior”, alerta a professora de Educação Física Cris Tosta, de São Paulo.
    Exercício-chave: agachamento. Fique de pé com as pernas afastadas, paralelas aos quadris. Desça o tronco até que o bumbum atinja a linha do joelho mantendo o abdome encolhido e estendendo os braços para se equilibrar; suba contraindo os glúteos.
    Repetições: três séries de quinze.
    Truque: quando ficar fácil, faça o exercício segurando uma barra de 2 quilos atrás da cabeça (ela deve ficar apoiada nos ombros).

    30 ANOS – Foco na barriga: Nessa idade, as mulheres estão tendo ou já tiveram filhos. A gravidez distende o abdome e quem não cuidar dessa parte do corpo após o bebê nascer pode ficar com a barriga flácida.
    Exercício-chave: abdominal com bola. Deite de costas, encaixe uma bola entre os joelhos, flexione as pernas, cruze os pés no alto e apóie as mãos sob a nuca, tirando os ombros do chão. Mova ombros e joelhos em direção ao centro do corpo e volte à posição inicial.
    Repetições: três séries de dez.
    Truque: recomenda-se usar uma medicine ball de 1 quilo para fazer o abdominal. “Mas, se sentir dificuldade, utilize uma bola mais leve nas três primeiras semanas”, aconselha o professor de Educação Física Álvaro Queiroz, de Brasília.

    40 ANOS
    – Os braços pedem uma força: Nessa fase, o acúmulo de gordura e a perda de tônus nos braços tornam-se evidentes. “Quem tem formas andróginas, ou seja, é mais forte da cintura para cima, sente bastante essa mudança”, avisa a professora Cris Tosta.
    Exercício-chave: flexão de braço na cadeira. Apóie as mãos em uma cadeira firme, mantendo os quadris fora do assento. Desça os quadris enquanto flexiona os braços. Suba esticando os braços. Contraia o abdome o tempo todo.
    Repetições: três série de dez.
    Truque: se sentir facilidade, afaste um pouco mais as pernas da cadeira ou coloque uma medicine ball de 1 quilo no colo.

    50 ANOS – De olho na postura: A tendência, a partir dessa idade, é a pessoa perder força e flexibilidade e começar a curvar o tronco. Essa postura errada geralmente resulta em uma aparência envelhecida.
    Exercício-chave: alongamento estático de coluna, ombros e braços. Sente em uma cadeira que tenha encosto reto, apóie os pés no chão e estenda os braços, na altura do peito, segurando uma toalha enrolada e esticada. Eleve os braços até alinhá-la com a cabeça, conte até vinte e então abaixe-os, também contando até vinte.
    Repetições: cinco vezes.
    Truque: se sentir dificuldade em manter os braços alinhados com a cabeça, incline um pouco o tronco em direção à coxa. “É uma posição mais confortável para realizar o alongamento”, diz Álvaro.

    LEMBRE-SE!
    O aquecimento é indispensável – recomenda-se fazer pelo menos 5 minutos de esteira ou de bicicleta antes de começar a malhar. Para dar resultado, todos os exercícios precisam ser praticados pelo menos três vezes por semana.

    Sobre o Autor

    O despertar da Consciência é nosso sistema de publicação automático dos conteúdos.

      Postagens Relacionadas