4 de abril de 2020

    Mulher e Mulher – Cuidado com os Sangramentos

    CUIDADO COM OS SANGRAMENTOS – O aborto ocorre em 15% das gestações e, na maioria dos casos, até a 12ª semana. “A perda de sangue é o principal sintoma. A gestante deve procurar imediatamente o médico”, diz o especialista. Os sangramentos estão associados a problemas diferentes, conforme o período da gravidez. Pouco sangramento e escuro pode indicar apenas que o óvulo fecundado se fixou no útero. Ao acomodar-se à parede uterina, ele provoca a perda de sangue. Sangramento pequeno com cólica leve significa quase sempre ameaça de aborto, evitável com medicamento e repouso. Perda de sangue em grande quantidade, de cor viva e com coágulos, costuma resultar em aborto que, em geral, tem causa genética que produz anomalias no feto.

    Gravidez adiantada – Perda de sangue progressiva e indolor pode ser indício de placenta baixa. É uma causa de prematuridade. A parede uterina não segura o óvulo, ele escorrega e faz a placenta se desenvolver na região mais baixa do útero. É preciso repouso até o fim. 
    Hemorragia forte na segunda metade da gravidez pode indicar descolamento prematuro da placenta. É preciso realizar um parto de emergência. Se não houver socorro, mãe e bebê correm risco de vida. Mulheres que sofrem de hipertensão estão mais sujeitas a ter o problema.

    Sobre o Autor

    O despertar da Consciência é nosso sistema de publicação automático dos conteúdos.

      Postagens Relacionadas