22 de janeiro de 2020

História do Espírito Santo

História do Espírito Santo – A capitania do Espírito Santo foi criada em 1534, tendo sido Vasco Fernandes Coutinho seu primeiro donatário. O cultivo da cana-de-açúcar se desenvolve com rapidez. A produção e a exportação de açúcar nos inúmeros engenhos passa a ser a principal atividade econômica da capitania. A presença de piratas franceses e os ataques de parte da população indígena local provocaram a mudança da sede da capitania, Vila Velha, para Vila Nova, atual Vitória. Os problemas com os índios diminuíram com a chegada do padre José de Anchieta e outros jesuítas, em 1587. As invasões holandesas e o crescimento da mineração de ouro e diamante em Minas Gerais, nos séculos XVII e XVIII, provocaram o declínio da economia canavieira.

A recuperação da economia do Espírito Santo se deu com o cultivo do café e o trabalho de imigrantes europeus. A produção e comercialização do café promoveram o desenvolvimento do estado, que investiu na construção de estradas de ferro e melhorias de infra-estrutura. Na década de 30, o preço do café cai. Mesmo assim, continua a desempenhar, ao lado da cana-de-açúcar, importante papel na economia do estado.

A instalação, nos anos 70, de grandes projetos industriais voltados para a exportação, como as empresas estatais Companhia Vale do Rio Doce e Companhia Siderúrgica de Tubarão, traz benefícios à economia do Espírito Santo. Ainda assim, o estado continua a investir na agricultura, o que permite um rápido crescimento econômico.

Sobre o Autor

O despertar da Consciência é nosso sistema de publicação automático dos conteúdos.

    Postagens Relacionadas