26 de janeiro de 2020

Cidade de Corumbá – MS

Distância da Capital: 418 Km
Vias de Acesso: BR 262
Habitantes: 90.701 Fonte: IBGE 2000
Prefeitura: Rua Gabriel Vandini de Barros, s/n
Fone: (67) 231-1660

Breve Histórico
Fundada em 21 de setembro de 1778 pelo então Capitão-General Luiz de Albuquerque. Corumbá, também conhecida como capital do Pantanal, é tida como um paraíso ecológico, que se estende entre os territórios de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso e da Bolívia e Paraguai. Possui cerca de 90 mil habitantes, com 70% dos 65 mil quilômetros quadrados constituídos de pantanais. A cidade assentada à margem do rio Paraguai, sobre uma borda do Maciço do Urucum, é como uma grande ilha pantaneira, rica em minérios (calcário, ferro, manganês), fauna e flora regionais. A colonização ajudou no desenvolvimento da agricultura, sobretudo, na pecuária, cujo rebanho é o maior do estado.
Situada na fronteira com a Bolívia, Corumbá dista 418 km de Campo Grande, capital do estado, servida de rodovia federal pavimentada (BR 262) e outras rodovias internas e aeroporto internacional.
A bela cidade sempre buscou uma convivência harmoniosa entre a natureza e o homem pantaneiro. Vista como uma parte do Brasil rica em belezas naturais, ela se apresenta como símbolo de um verdadeiro paraíso ecológico.

Orgão Gestor do Turismo
SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE, CULTURA E TURISMO

Atrativos Naturais

BALNEÁRIO FAZENDA SANTA TEREZINHA
Conta com piscina de água corrente, oferece passeios a cavalo, área para camping, churrasqueira e piscina.

BALNEÁRIO IRACEMA
Serviço de bar, 2 quartos para hospedagem, piscina de água corrente com escorregador, área para camping, churrasqueira e campo de futebol. Vista para a Morraria do Urucum.

BALNEÁRIO LAGO AZUL COUNTRY CLUBE
Conta com estrutura de bar e restaurante, área para camping, churrasqueira e piscina deágua corrente. Mini Usina hidrelétrica que fornece a energia consumida no local.

BALNEÁRIO MENCK
Área para camping, churrasqueira e piscina.

BALNEÁRIO SÃO DOMINGOS
Conta com uma piscina de água corrente. Vista para a Morraria do Urucum.

BALNEÁRIO VALE DO SOL
Piscina de água corrente com escorregador, vista para a Morraria do Urucum, possui ruínas de uma antiga fazenda,
serve almoço típico pantaneiro, área para camping e churrasqueira.

ESTRADA-PARQUE
Unidade de Conservação onde pode-se desenvolver atividades como observação da natureza (aves, fauna, flora), trekking, bike, cavalgadas. Área de Relevante Interesse Ecológico (ARIE), com grande diversidade de fauna e flora. Oferece grande potencial para atividades ecoturísticas. Pode ser visitado o ano todo. É uma planície alagada com vegetação de campos limpos. Vista para a Morraria do Urucum.
Ao longo da estrada possui hotéis e restaurantes.

GRUTA RICARDO FRANCO
Caverna de relevante beleza onde pode-se desenvolver atividades locais como caving, percurso por estrada de terra com mata nativa onde se observa a natureza (aves, fauna, flora). Opções turísticas para todas as épocas do ano. Mata nativa.

MORRARIA DO URUCUM E MINA DO URUCUM
Mirante natural em área de recuperação da Mineração Urucum S. A. Visão de 360° do Pantanal, Estrada-parque e de morros adjacentes. Possibilidade de vôo livre.
Atividades de educação ambiental.
Mina fechada com galerias possibilitando interpretação da atividade de extração.

PARQUE MARINA GATASS
É a maior área de lazer da cidade, que está próximada fronteira da Bolívia. São seis hectares arborizados, com muitasombra e gramado, considerados intocáveis. Descobriu-se ali um importantesítio arqueológico. Construídos em 1991, em pedras calcárias,o Parque é um lugar místico e proporciona uma vista maravilhosada Baía do Tamengo, um grande lado que se formou entre Puerto Soarez eCorumbá.

RIO ABOBRAL
Atividade de ecoturismo e naúticas
Rio de água turva com balneabilidade.
Grande diversidade de fauna e flora.
Na seca ocorre formação de praia.
Possibiliade de navegação de embarcações de médio e pequeno porte.
Pode ser visitado o ano todo.

RIO MIRANDA
Grande diversidade de fauna e flora. Na seca ocorre formação de praia. Possibilidade de navegação de embarcações de grande, médio e pequeno porte

RIO PARAGUAI
Navegação turística, pesca profissional, canoagem, observação de natureza (aves, fauna, flora), transporte fluvial de carga.
Características relevantes:
*Acessibilidade, 100% navegável, durante todo o ano
*Viveiro de peixes
*Serve várias comunidades ribeirinhas
*Possibilidade de navegação de embarcações de grande / médio / pequeno portes.
Pode ser visitado o ano todo.
Planície alagada da Bacia do Rio Paraguai e paisagem urbana de Corumbá

Arte, Cultura, Folclore e História

ART ZU – CASA DE ESCULTURA
Casa da artesã Izulina Xavier estão expostos seus artesanatos confeccionados em pó de pedra e concreto, cerâmica e entalhes de madeira.
Funciona das 8:00 as 11:00 e das 13:30 as 17:00 hs.

CASA DO ARTESÃO
A Casa do Artesão de Corumbá, funciona em prédio histórico na antiga cadeia pública de Corumbá, uma construção do final do século tendo sido presídio de 1905 a 1970. Nele os artesãos pantaneiros expõem suas produções em couro, madeira, cerâmica, tecelagem de salsaparrilha e trabalhos em pintura, bordado e crochê, além do artesanato indígena. Sem falar dos mais deliciosos licores caseiros. As celas foram transformadas em lojas comerciais ou locais de produção. Não existem registros da construção do prédio, apenas de sua primeira restauração (1893). A casa foi fundada em 1975.
Funciona de 2° a 6° das 8:00 as 11:00 e das 14:00 as 17:00 hs, nos sábados das 8:00 as 11:00 hs.

CASA DO MASSA BARRO
É uma entidade criada há XX anos para incentivar a arte em cerâmica.Seus grandes artistas são crianças e adolescentes que recriam afauna e flora pantaneira com riquezas de detalhes e cores através da argila.Os jovens artesãos foram descobertos em 1991 pelo carnavalesco JoãozinhoTrinta, que por duas vezes, levou-os para o Rio de Janeiro, para decorarem asalegorias das escolas de samba Beija-Flor e Viradouro. O artesanato ali produzido é conhecidoem toda a Europa. Uma das obras que mais impressiona é a imagem de SãoFrancisco estilizada em cascas de árvores nativas.
Funciona de 2° a 6° das 08:00 as 11:30 e das 13:30 as 17:30 e aos sábados das 08:00 as 11:00 hs.

FORTE COIMBRA
O Forte foi construído em 1775, para defender o território brasileiro contra invasões espanholas. Foi tombado em 1975, pelo IPHAN, hoje cedia a artilharia de costa do 18° Brigada de Infantaria de Fronteira do Exército Brasileiro. Foi palco, também de batalhas da Guerra do Paraguai, quando segundo as lendas, um milagre de Nossa Senhora do Carmo reverenciada pelo Exército Brasileiro, impediu que o local fosse tomado pelas forças inimigas.

FORTE JUNQUEIRA
Foi construído logo após a Guerra do Paraguai numa área privilegiada, de onde se avista o Rio Paraguai e o Pantanal e toda a sua plenitude. Os seus doze canhões de 75 mm, foram fabricados na cidade inglesa ESSEM, pela indústria FRIED KRUPP, por volta de 1872, e nunca foram usados. As paredes do Forte, de calcário, tem meio metro de espessura. Está situado hoje, dentro do Quartel do 17° Batalhão de Caçadores. O nome Junqueira homenageia o Ministro da Guerra da época, José de Oliveira Junqueira. Falecido em 1887.
Funciona das 8:00 as 17:00 hs (inclusive aos sábados e feriados).
Para entrada no Forte é necessário a compra do voucher na Semactur

IGREJA NOSSA SENHORA DA CANDELÁRIA
Sua construção, em 1885, foi à causa de uma grande polêmica na época. Jungando-se um herói da Guerra do Paraguai, ao sobreviver das torturas e das perseguições impostas pelos paraguaios, o pregador imperial e vigário da vara, Frei Mariano de Bagnaia, mandou erguer a igreja em sua homenagem. O bispado não concordou e o frei teria jogado uma praga na cidade. Diz a lenda que Corumbá não se desenvolveria enquanto não fossem descobertas as sandálias de Mariano, enterradas em local desconhecido. Coincidência ou não, a cidade sofre uma estagnação econômica desde o fim do comércio fluvial. A Igreja foi inaugurada em 1887, com solenidade do ritual romano. Um Brasão da Coroa Portuguesa se destaca em seu altar.
Funciona de 2° a sábado das 7:30 as 11:30 e das 13:30 as 17:00.

ILA (INSTITUTO LUIZ DE ALBUQUERQUE)
Abriga o museu e duas das maiores Bibliotecas do Estado, a Biblioteca Municipal “Loubivar de Mattos” e a Biblioteca Estadual “Gabriel Vandoni de Barros”, com mais de 30 mil volumes cada uma. O Museu conta com animais empalhados, acervo de várias tribos indígenas da região, sessões de artes plásticas e em artesanato de couro e barro, peças arqueológicas e painéis de marcas de ferro de gado usadas nas centenárias fazendas. Objetos pessoais dos primeiros desbravadores do Pantanal e do Marechal Cândido Mariano da Silva Rondon, que cortou a região com suas linhas telegráficas, que também estão expostas. O prédio do ILA, foi construído em 1922, para abrigar um grupo escolar.
Funciona das 12:00 as 18:00 hs

PORTO GERAL
O Porto Geral hoje, tornou-se um dos principais pontos turísticos da cidade e recebe embarcações de pescadores e de pequenos comerciantes das colônias pantaneiras. O sossego do lugar, onde o ar puro que vem do Pantanal atenua o forte calor, não condiz com o movimento comercial do passado. O Casario que embeleza a rua Manoel Cavassa, a principal do Porto, é o ponto de referência histórica da cidade. O prédio Wanderley, Baís& Cia., construído em 1876, se destaca pela sua arquitetura e estrutura alto-portante. O piso e a escada de ferro com desenhos exóticos vieram da Inglaterra. Outro casarão de igual valor arquitetônico é a casa Vasquez& Filhos, construído em 1909, pelo arquiteto italiano Martino Santa Lucci em Corumbá, para tornarem-se o “point” da cidade. Em 1814, foi o 3° maior Porto da América Latina. Desembarcavam transatlânticos com mercadorias para compra e venda da Europa para Europa.

PRAÇA DA INDEPENDÊNCIA
Antigo Zoológico da cidade, apenas outras três praças (duas no Brasil e uma na Alemanha) têm seu estilo de construção. É toda murada em mármore com portões de ferro. O coreto, em forma octogonal, foi importado da Alemanha, de onde também veio o mosaico do calçamento da parte externa. Quatro esculturas se destacam, representando as Quatro Estações do Ano. Foram esculpidas em Pizza, em pedra de mármore de carrara, e doadas por um conde italiano que veio caçar no Pantanal. As plantas nativas da região, como o carandá, a bocaiúva, e o ipê-roxo, integram a diversificada oarborização. Os corumbaenses reverenciam na praça, os heróis da Guerra do Paraguai e da 2° Guerra Mundial. A praça foi inaugurada em 1917.

PRAÇA DA REPÚBLICA
No século passado, a praça foi uma fortificação militar, com capela e residência das 200 “almas” que habitavam a então Vila de Albuquerque Nova (primeira denominação de Corumbá). Palco da batalha final, da retomada do lugarejo, contra tropas paraguaias, funcionou também como uma freguesia antes de ser construída, em 1924.

SANTUÁRIO MARIA AUXILIADORA
No Santuário se encontra uma magnífica escultura em madeira de lei, construída na década de 50 pelo artista plástico “Burgos”, amigo pessoal de Pablo Picasso, que viveu na cidade de Corumbá e deixou inúmeras obras em madeira e gesso.
Funciona de 2° a 6° das 13:00 as 20:00 hs
Sábados das 07:00 as 12:00 e 18:30 as 20:00 hs
Domingos das 06:30 as 8:00 e 16:30 as 20:30 hs

Entidades e Associações

ACERT – ASSOCIAÇÃO CORUMBAENSE DAS EMPRESAS REGIONAIS DE TURISMO

FUNDAÇÃO DE CULTURA DO PANTANAL

GRUPO ALEC ( ACADÊMICOS DE LIT.E ESTUDOS DE CORUMBÁ)

GRUPO DE DANÇA DO SIRIRI E CURURU

SINDICATO ESTADUAL DE GUIAS DE TURISMO – SINGTUR MS

TEATRO DO INSTITUTO LUIZ DE ALBUQUERQUE – ILA

Sobre o Autor

O despertar da Consciência é nosso sistema de publicação automático dos conteúdos.

    Postagens Relacionadas