4 de abril de 2020

    Café da Manhã: Refeição Essencial – Corpo e Saúde


    Alimentar-se adequadamente logo cedo é essencial para sua saúde e bem-estar, sobretudo se você faz exercícios com frequência.


    Café da Manhã: Se você é daquelas que preferem uns minutinhos a mais de sono a um bom e nutritivo café da manhã, trate de mudar seus hábitos. Essa refeição é capaz de recarregar as baterias do seu corpo e deixá-la pronta para enfrentar o novo dia, por mais estafante que seja a sua agenda. E não pense que para garantir pique e vida saudável basta abocanhar uma maçã e engolir um copo de leite na correria. O desjejum deve ser um momento especial, em que você se dedica não apenas a selecionar como também a saborear os alimentos, mastigando-os e não ingerindo-os de qualquer jeito. Por isso comece a rever sua rotina e reserve pelo menos 15 minutos para essa agradável e indispensável ocasião.

    Equilíbrio é essencial – Os nutricionistas não se cassam de dizer que uma refeição completa é composta por todos os grupos de alimentos, dos carboidratos, às proteínas, sem deixar de lado as gorduras. Com o café da manhã não é diferente. Segundo a nutricionista Patrícia Bertolucci, ele deve fornecer os nutrientes adequados para um organismo saudável, o que significa: vitaminas e minerais vindos de frutas ou sucos de frutas; carboidratos encontrados em pães, biscoitos ou cereais; proteínas oriundas da ingestão de leite, iogurte, queijo, frios ou ovos; e um mínimo de gordura, já presente no leite, no queijo…
    “O uso de carboidratos complexos (cereais e grãos integrais) em substituição aos carboidratos simples (pães de farinhas refinadas e açúcares) só traz vantagens”, avisa a nutricionista. A proteína deve estar presente à mesa porque é uma fornecedora de substratos para construção e manutenção das estruturas do organismo – como a pele, os músculos e os cabelos. Mesmo a gordura tem lá sua importância: é responsável por várias funções importantes, como o transporte de vitaminas. Mas deve ser sempre consumida com cautela. “Uma quantidade excessiva provoca lentidão, já que a refeição permanecerá no trato digestivo por muitas horas”, explica Patrícia.
    O café da manhã deve estar adequado à pessoa que irá consumi-lo, levando-se em conta a idade, o gasto calórico diário e todas as particularidades que justifiquem a variação do cardápio. Para uma criança, por exemplo, é fundamental a presença de leite. Adolescentes e jovens devem acrescentar à mesa não só o leite mas também seus derivados e as frutas, pois estão em fase de desenvolvimento. Os adultos, por sua vez, precisam equilibrar as quantidades de vitaminas, minerais e fibras e consumir muito líquido – com o avanço da idade o corpo pede cada vez mais hidratação.

    Garanta um bom dia – Acompanhe, agora, alguns mandamentos que vão permitir um café da manhã saudável e com tudo que você precisa:

    Cultive o hábito: Muitas pessoas simplesmente pulam essa refeição. Não faça isso, mesmo que o tempo seja curto. Esforce-se para transformar esse momento em um hábito saudável.

    Reserve pelo menos 15 minutos: O café da manhã ideal não precisa ser superelaborado nem demanda muito tempo. O importante é que você ingira itens de qualidade e não faça um monte de outras coisas enquanto come – ler jornais, assistir à tevê. “O segredo está em mastigar e não apenas engolir a comida”, ensina Patrícia. Assim, 15 minutos é um tempo razoável para essa refeição.

    Coma antes da malhação: Para quem pula da cama direto para a academia, a corrida ou a caminhada matinal, muita atenção; o desjejum torna-se ainda mais importante porque fornecerá combustível para a atividade física e os nutrientes necessários para as alterações que o corpo sofrerá durante os exercícios. Mesmo que a proposta seja malhar para perder peso, a refeição deve ser realizada, já que os músculos precisam de energia e o jejum diminui a capacidade de realizar a atividade física. “Sem o fornecimento de energia na quantidade adequada o organismo buscará a sustentação necessária no músculo, provocando uma degradação da massa muscular”, alerta Patrícia.

    Varie o cardápio matinal: Mesa diversificada com uma boa dose de vitaminas e minerais, além de carboidratos e proteínas. Um bom exemplo que reúne tudo isso é uma porção de cereal (carboidrato) com leite (proteína) e frutas picadas (vitaminas e minerais). O tradicional café com leite, de preferência desnatado, acompanhado de pão francês e uma fruta também é satisfatório. Nada de excesso de gordura, a fim de não provocar transtornos gastrointestinais durante o exercício e a sensação desagradável de peso no estômago.

    Sobre o Autor

    O despertar da Consciência é nosso sistema de publicação automático dos conteúdos.

      Postagens Relacionadas