7 de abril de 2020

    Artesanato Paraibano

    A riqueza do imaginário popular

    Rico em quantidade e qualidade o artesanato paraibano é reconhecido em todo Nordeste pela excelência de sua confecção e pela sua qualidade artística. Para o artesão, qualquer material é ponto de partida para sua imaginação: da madeira a palha, da estopa a pedra, tudo ganha nova vida e dimensão nas mãos hábeis destes homens que retiram do imaginário e do cotidiano os temas para suas peças.
    As redes paraibanas são famosas pelo estampado que apresentam e pelas ricas varandas trabalhadas. O município de São Bento é o principal fabricante do produto e em seus teares manuais, homens, mulheres e meninos se dedicam a essa atividade cotidianamente.
    O artesanato em estopa é típico da Paraíba. São bonecos confeccionados em estopa com armação de arame que ganham vida pela habilidade dos seus construtores. Presépios, santos, personagem do cotidiano, são feitos em estopas e podem ser encontrados em qualquer loja especializada.
    Em João Pessoa, a maior concentração de artesãos e peças está nos seus dois Mercados de Artesanato, ambos situados em Tambaú, onde o visitante pode comprar toda uma gama de produtos que encantam pela sua beleza e originalidade.
    O artesanato em barro, apesar de quase todo fabricado no interior do Estado, é encontrado em profusão na capital paraibana. São bonecos, cangaceiros, blocos de maracatu, santos feitos em argila cozida e pintados à mão. Neles, estão retratados todos os tipos populares da região como cangaceiros, padres e lavadeiras.
    O artesanato feito com conchas é outra especialidade paraibana e as jóias e adereços feitas com esses objetos são de fina delicadeza e muito procurados pelos visitantes. Ao par disso, existe um bom artesanato em renda e os batiques coloridos de Catolé do Rocha, pintados à mão, ideal para decoração de ambientes.

    Sobre o Autor

    O despertar da Consciência é nosso sistema de publicação automático dos conteúdos.

      Postagens Relacionadas