26 de janeiro de 2020

A História de Santa Catarina

A História de Santa Catarina – Estado brasileiro localizado no centro da região Sul. Tem como limites: Paraná (N), oceano Atlântico (L), Rio Grande do Sul (S) e Argentina (O). Ocupa uma área de 95.442,9 km2. Sua capital é Florianópolis.

As cidades mais populosas são Joinville, Florianópolis, Blumenau, Criciúma e Chapecó. É uma das unidades da federação com relevo mais elevado; 52% do território estão acima dos 600 metros. Uruguai, Canoas, Pelotas, Negro, do Peixe, Itajaí, Iguaçu, Chapecó e Tubarão são os rios principais. O clima é temperado e a economia se baseia na indústria (agroindústria, têxtil, cerâmica, máquinas e equipamentos), no extrativismo (minérios) e na pecuária.

O território foi doado a Pero Lopes de Sousa em 1534. Em 1675, Domingos Dias Velho iniciou a fundação de Nossa Senhora do Desterro, atual Florianópolis, na ilha de Santa Catarina.

Em 1739, a capitania foi separada da de São Paulo e, dez anos depois, chegaram os primeiros açorianos trazidos pelo governador Silva Pais, que deu grande impulso à região. Em 1777, foi conquistada pelos espanhóis, mas acabou devolvida no mesmo ano, graças ao Tratado de Santo Ildefonso. Em 1829, foi fundada a primeira colônia de imigrantes alemães.

Durante o império, Santa Catarina foi cenário de muitas lutas, inclusive da Guerra dos Farrapos, que alcançou a província. No final do século 19, a descoberta do carvão mineral em suas terras deu forte impulso ao desenvolvimento do sul do Estado, para onde se dirigiram novas levas de imigrantes alemães e também de italianos, que se dedicaram às pequenas lavouras e à fabricação de vinho.

Fonte: República Federativa do Brasil

Sobre o Autor

O despertar da Consciência é nosso sistema de publicação automático dos conteúdos.

    Postagens Relacionadas