Aguarde!
 Carregando o Conteúdo
          desta Página...
Home TopGyn
Envie por E-mail Fale Conosco

Depoimento 01

Porque que amo o pênis dele - ELA:
" Quando encostei pela primeira vez no pênis do Marcelo, pensei: Meu Deus do céu, eu não vou suportar tudo isso!. Estávamos no motel e não sabia definir se o pênis dele era muito grande ou se o do namorado que tive antes dele é que era pequeno. Precisei pagar pra ver. Com o tempo, Marcelo foi me deixando à vontade na cama, fui me soltando e me acostumei com a novidade. Sou apaixonada pelo pênis do meu marido pois ele é o meu melhor amigo. Se a gente tem uma briga séria, como o Marcelo não discute a mágoa e às vezes fica uma semana sem falar nada, o meu melhor amigo resolve por ele. É muito doido isso, mas sinto que, quando o Marcelo deita puto da vida por causa de alguma discussão nossa, parece que o pênis dele começa a ficar ereto e a falar: Chega perto dela, vai!. E ele: Não, tô bravo com ela. E o pênis: Ah, pára com isso, vamos lá!. Daí ele se aproxima e passa tudo. O pênis dele é o meu maior aliado, já me livrou de várias discussões seriíssimas. O pênis do Marcelo não tem nenhuma marca, nenhuma pinta, nem veias salientes, não é tortinho, nada. É reto. Imagine uma pessoa com postura, um desses modelos desfilando numa passarela, todo empinado. É o pênis do Marcelo. Quando estamos deitados, ele fica tão reto que chega a formar um ângulo de 90° com relação ao chão. Se o Marcelo estiver de pé, o pênis dele segura uma toalha. É bonito, só de olhar eu gosto, não precisa nem encostar. Se fosse comparar com algum símbolo fálico, diria que parece o obelisco do parque do Ibirapuera. Só que o obelisco é mais grosso na base do que na ponta, e o do Marcelo é um reto uniforme. Adoro provocar o meu melhor amigo. Marcelo não admite, mas é ciumento. Tem ciúme das calças baixas, dos tops, da barriga de fora que sempre uso. Às vezes, nem anda de mãos dadas comigo, de tanta raiva. Os olhinhos dele brilham quando uso moleton e tênis. Já o meu amigo adora me ver do jeito que sou. Então uso camisola com calcinha amarrada do lado, calcinhas bem apertadas..."

ELE:
" É sério que ela falou isso? Virou o obelisco? Não sei nem o que comentar, é que não tenho a mesma perspectiva que ela. Pra mim parece outra coisa, mas nem tenho idéia do quê. Sexo, pra mim, é uma coisa mais simples. É uma atividade a mais na nossa vida, assim como a gente come ou bebe água, a gente transa. É uma atividade vital. Ótimo se fico orgulhoso com a comparação, mas acho que não é tudo isso, a Vandinha exagerou. O obelisco é muito, sei lá, podia ser um prédio mais baixinho... Podia ser mais discreto. Vandinha tem razão, existe cumplicidade, sim, entre o meu pênis e ela. Nunca conversamos sobre isso, mas rola. É o instinto falando, né? Por isso também a gente não tem muito pepino de ter brigas, essas coisas. A gente resolve muita coisa na cama. E nela, prefiro o toque e o silêncio."