Aguarde!
 Carregando o Conteúdo
          desta Página...
Home TopGyn
Envie por E-mail Fale Conosco

DIAGNÓSTICO DO CÂNCER DE SEIO - A existência de um volume ou caroço no seio pode dever-se à presença de câncer ou de alguma outra condição menos séria.        
Para encontrar a verdadeira causa destes sintomas, o médico examinará cuidadosamente a paciente e lhe fará perguntas sobre o histórico médico familiar.
Além de checar os sinais vitais de saúde, o médico realizará um ou mais destes exames do seio:
- exame local com as mãos;
- mamografia;
- ecografia.
Baseado nestes exames, o médico poderá decidir se serão necessários outros exames, e ainda, examinar a paciente com regularidade, estando atento a qualquer alteração.
Entretanto, freqüentemente se precisa extrair líquido ou tecido para fazer o diagnóstico:
Utiliza-se uma agulha fina para extrair o líquido da massa ou caroço no seio. Este procedimento pode mostrar se um caroço é um quisto (não canceroso) cheio de líquido ou é uma massa sólida (que pode ou não ser cancerosa). Se o líquido extraído é claro ou transparente, talvez não é necessário que se examine no laboratório.
Por meio de técnicas especiais com uma agulha, pode-se extrair tecido da área que se vê suspeita na mamografia mas que não se pode constatar com certeza do que se trata. O material que se extrai na biópsia com agulha é enviado ao laboratório, para que o patologista examine a existência de células cancerosas ou não.
Há, ainda, a biópsia cirúrgica. Através de uma incisão o cirurgião corta uma amostra de tecido de uma área suspeita. Um patologista examina então o tecido sob o microscópio para verificar se há células cancerosas.
Se numa mulher tiver sido diagnosticado o câncer, não deve esquecer de perguntar a seu médico:
- Que tipo de câncer de seio? pode-se expandir?
- Qual foi o resultado da prova de receptores de hormônios? Que outras provas de laboratório se fizeram na malha do tumor e quais foram os resultados?
- Como esta informação ajudará a decidir que tipo de tratamento fazer ou quais outras provas ele recomenda antes do início de qualquer tratamento?