Aguarde!
 Carregando o Conteúdo
          desta Página...
Home TopGyn
Envie por E-mail Fale Conosco

HEMORRAGIAS

Tem como definição a perda de sangue devido ao rompimento de um ou mais vasos sanguíneos. Deve ser controlada imediatamente. Caso não seja controlada irá evoluir para o estado de choque e à morte.

Hemorragia Externa: Faça uma compressa com gaze ou pano limpo e pressione-a com firmeza no local (após verificar se não há corpos estranhos na ferida). Comprima o vaso que é responsável pela irrigação do local da hemorragia e se possível eleve a região, se for um membro por exemplo. Com o tempo o sangramento irá cessar. Calcule a quantidade de sangue perdida. O corpo de um ser humano adulto tem em média cinco litros de sangue. Um sangramento de um litro já é considerado sério e é preciso fazer a infusão de soro urgente, o que requer a assistência médica. Lembre-se que osso também sangra, e que fraturas de ossos grandes, como bacia, úmero e fêmur representam um grande risco de levar a vítima ao estado de choque.
Hemorragias por perda de substância, como membros decepados e lacerações, pede-se o uso de torniquetes, veja abaixo como fazê-lo:
1 - Só use panos resistentes e largos. Não use arame, corda, barbante ou outros materiais finos que possam ferir a pele;
2 - Enrole o pano em volta da parte superior do membro lesionado, logo acima do ferimento;
3 - Dê um meio-nó, e coloque um pedaço de madeira no meio-nó e faça um nó completo em cima dele;
4 - Torça a madeira até parar a hemorragia, fixe o pedaço de madeira;
5 - Se possível escreva em algum lugar na vítima (roupa ou testa) "torniquete", e não o cubra.
6 - Desaperte-o gradualmente a cada 10 ou 15 minutos.
Caso a hemorragia pare afrouxe o torniquete, mas deixe-o no lugar caso tenha que apertá-lo de novo. Enquanto estiver controlando a hemorragia, aja da seguinte forma:
1 - Mantenha a vítima agasalhada, evitando assim a hipotermia.
2 - Se a vítima puder engolir, dê-lhe bastante líquido.
Atenção: caso a vítima esteja inconsciente ou se houver suspeita de lesão no abdômen, não lhe dê líquidos.

Hemorragia Interna:

Sintomas: Manchas roxas na pele, pulsação fraca, suor excessivo, perda de cor, tontura, desmaio, náuseas e vômitos.
O que fazer: Imobilizar a vítima e procurar atendimento médico imediatamente.
O que não fazer: Movimentar a vítima.
Cuidados: Manter o paciente deitado com a cabeça mais baixa do que o corpo, exceto quando houver suspeita de fratura craniana ou derrame cerebral.

1- pulso fraco;
2 - pele fria e pegajosa;
3 - sudorese intensa;
4 - cianose (palidez);
5 - sede;
6 - tonturas.
Mantenha a vítima deitada, com a cabeça mais baixa que o corpo (exceto quando há suspeita de lesão grave no crânio e coluna cervical), aplique compressas frias no local da possível hemorragia. O caso pode evoluir para o estado de choque. Chame o médico imediatamente.

Sangramento nasal: incline a cabeça da vítima para frente, coloque uma compressa de gelo no nariz e feche as narinas, uma de cada vez, por 5 minutos.

Hemorragia nos Pulmões: O sinal principal é tosse com golfadas de sangue vermelho rutilante. Não há nada que se possa fazer a não ser encaminhar vítima ao médico o mais rápido possível.

Hemorragia no Estômago: Geralmente a vítima apresenta náusea e enjôo. O sangue expelido se parece com borra de café, pelo fato de ter sido digerido. Coloque a vítima deitada sem travesseiro, não lhe dê nada pela boca e aplique compressa de gelo na altura do estômago. Chame um médico urgente.